POSTED BY fernanda | maio, 09, 2018 |
cólica no bebê

Hoje vamos falar sobre a terrível e temida cólica do lactente. As cólicas surgem geralmente a partir da segunda semana de vida do bebê, que  é um momento ainda muito delicado para a família, uma vez em que pais e bebê estão ainda se conhecendo e se adaptando à nova rotina. A cólica somada à insegurança, dificuldades na amamentação, noites mal dormidas e cansaço podem levar a um alto nível de estresse, por isso a importância se informar sobre o assunto e de um acompanhamento regular com o pediatra.

O que é a cólica do bebê? Quais são as causas?

A cólica se caracteriza pela presença de crises, em um bebê alimentado e saudável, de choro excessivo e inconsolável, que pode durar até 3h seguidas (!!), que ocorre no mínimo três vezes por semana, e desaparece por volta do terceiro mês de vida. Outra característica é que os sintomas se manifestam mais frequentemente no fim do dia.

Ainda não sabe muito sobre as causas da cólica, acredita-se que ela ocorra por uma imaturidade do sistema digestivo do bebê, alguns, também, atribuem fatores com ansiedade e nervosismo dos pais e ingestão alimentos pela mãe como leite de vaca, com fatores desencadeantes das cólicas.

Uma outra causa para aumento de gases e consequentemente das cólicas é engolir ar durante a mamada, tanto no peito quanto na mamadeira. Por isso, pega e posição correta fazem toda a diferença na amamentação, para os que usam mamadeira vale a pena investir em um modelo anti-cólicas.

Como aliviar cólicas em bebês?

Algumas medidas podem ajudar a suavizar as cólicas do bebê. Seguem algumas dicas:

  • Massageie a barriga do bebê, fazendo movimentos circulares em sentido horário com a mão em concha. Dobre as perninhas sobre o abdome, e faça movimentos de vai-e-vem. Passar um óleo próprio para bebês nas mãos facilita a realização da massagem.
  • Dê um banho quentinho nele (em torno de 37°C) e coloque uma música suave, enquanto deixa ele relaxar na banheira, de preferência no escuro.
  • Enrolar o bebê em um cueiro como um pacotinho também pode dar uma sensação de aconchego (como no útero) e diminuir a sua irritabilidade.
  • Faça uma compressa de água quente (com uma bolsa térmica ou uma fralda de pano), mas não esqueça de testar a temperatura, já que a pele do bebê é mais sensível.
  • Deite o bebê de bruços só de fraldinha sobre o seu corpo ou o corpo do pai, pois o contato pele a pele também ajuda a relaxar e pode ajudar a aliviar a cólica.
  • Ofereça o leite materno, porque o movimento de sucção deixa o recém nascido mais calmo. OBS: Se ele recusar repetidamente pegar o peito, não insista, ou vai deixá-lo mais incomodado.
  • Alguns medicamentos podem ajudar no controle das cólicas, sempre com orientação do pediatra.

Por último mas não menos importante: Lembre-se de manter a calma, pois o bebê é super sensível e pode sentir a sua tensão ou irritação.

como aliviar cólica

Quando eu devo consultar um pediatra?

O acompanhamento do bebê deve ser realizado mensalmente com pediatra durante todo o primeiro ano de vida.

Fora o acompanhamento regular entre em contato com o pediatra ou vá há um pronto-atendimento em caso de irritabilidade acompanhada de febre, bebê se recusa a mamar, perda de peso, abaulamento da fontanela (moleira), barriga distendida, evacuação com sangue ou outras anormalidades.

As cólicas do bebê podem ser muito estressantes para toda a família, eu como mãe de um bebê que teve muitas cólicas sei bem que em alguns momentos a gente se desespera, acha que nunca vai melhorar e acaba chorando junto. Nesse momento reveze com o pai, conte com a ajuda de familiares e amigos, afaste-se um pouco até se acalmar e assim poder pegar novamente seu bebê e tenha em mente que por mais que pareça que nunca vai melhorar, com o tempo e desenvolvimento do bebê, elas vão diminuindo, até que um belo dia elas desaparecem por completo.

TAGS : aliviar a cólica bebê cólica recém nascido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *